(04/05/2021) O elevador é um equipamento prático e tecnológico que nos ajuda em diversas tarefas, otimizando o tempo que ...

Ética Administradora de Condomínios

  1. Facebook
  2. Instagram

A origem do elevador

04/05/2021

O elevador é um equipamento prático e tecnológico que nos ajuda em diversas tarefas, otimizando o tempo que gastaríamos ao subir e descer escadas. Mas, você sabe como e quando ele surgiu?

Em 1500 a.C, os egípcios já utilizavam uma espécie de elevador rudimentar para transportar água, com ajuda de homens e animais. O primeiro elevador foi construído em Roma, no século I a.C, por um engenheiro chamado Vitrúbia. Foi ele quem criou equipamentos que subiam e desciam a partir de um conjunto de roldanas, mas ainda movidos por força humana e animal.

No Brasil, os elevadores começaram a ser fabricados em 1918. O cabineiro era o responsável por fazer o elevador subir ou descer, girando uma manivela, e as portas eram abertas e fechadas manualmente. Com a construção de edifícios cada vez mais altos, o transporte a manivela foi substituído por opções elétricas mais complexas. De lá para cá, muita coisa mudou e hoje os equipamentos estão cada vez mais modernos, além de mais seguros e confortáveis para os usuários.

Veja algumas regras de segurança e cuidados no uso:

- Aperte apenas uma vez o botão de chamada;

- Evite bloquear o fechamento das portas com objetos;

- Mantenha a porta aberta apenas pelo tempo necessário à sua efetiva utilização;Respeite a capacidade máxima do equipamento;

- As crianças não devem andar desacompanhadas. Oriente-as para evitar brincadeiras, pulos e movimentos bruscos, bem como a se posicionarem afastadas da porta da cabine;

- Em caso de pane, mantenha a calma e acione o botão de alarme. Utilize o interfone para pedir ajuda e aguarde. Em hipótese alguma tente forçar a porta para tentar sair sozinho.

- É importante que os usuários mantenham-se atentos quanto a irregularidade no funcionamento do equipamento, observando movimentos bruscos, barulhos ou qualquer ato estranho ao bom funcionamento, comunique de imediato o síndico ou administradora.